Blog

Eu quero ser Miguel de Cervantes

27
mai,2015

0

“Apesar das ruínas e da morte, Onde sempre acabou cada ilusão, A força dos meus sonhos é tão forte, Que de tudo renasce a exaltação E nunca as minhas mãos ficam vazias.” |Sophia de Mello Breyner Andresen|   Me chame…

#Desafio40 – Primeira semana

26
mai,2015

1

Depois de dois dias com o site fora do ar (desespero), estou de volta (ufa!). Semana passada falei sobre o #Desafio40, que lancei à Lud Castro e à Karen. Bem, hoje completam 9 dias de desafio e eu tenho algumas…

Pra virar infinito

24
mai,2015

0

Eu vou virar semente e vou vencer o tempo. Quando meus pés não mais conseguirem fazer caminho e minha sombra não tocar o chão e eu viver o fim que é começo. Quando o último suspiro dos meus pulmões fluir…

Comprei fé de uma estrela cadente

20
mai,2015

0

Comprei fé da última estrela cadente que vi. O pagamento foi minha total veneração. Eu parei a rotação do meu tempo pra ficar observando cada milésimo de segundo que ela dançou na minha frente, me fazendo suspirar com o rastro…

Enquanto você não vem no teatro

19
mai,2015

0

Chegou a semana da estreia do Enquanto você não vem no teatro. A peça que contará com um dos textos do livro como cena se chama “Máscara” e aborda os desafios e dúvidas da juventude, a incerteza sobre o que fazer…

#Desafio40

18
mai,2015

0

Quando o calo financeiro aperta, a aquisição de roupas e sapatos e demais gastos supérfluos, são os primeiros a serem – com razão – cortados. E em uma sociedade que cada vez preza e clama mais por aparência e ostentação,…

Por favor, ocupe meu ócio

14
mai,2015

0

Para ler ao som de: Hoje eu queria sentar e ver de uma vez só, todos os filmes dramáticos que me fazem ter vontade de devorar um pote de sorvete enquanto assisto em companhia do nada. Mas não dá porque…

Assassinato interno

13
mai,2015

0

Eu mato pessoas. Mas não é morte súbita, é uma morte lenta, silenciosa e discreta. Eu mato pessoas em mim. É que de vez em quando eu canso. Canso dos risos floridos que ofereço, canso da apatia que recebo, canso…

De mim que não sou metade, pra você que é inteiro

11
mai,2015

0

Não quero ser metade, como a banda de uma laranja abandonada sob a mesa. E eu não sou metade, mesmo que já tenha me partido tantas vezes, continuo inteira. Sou eu por completo, com manias e defeitos, cicatrizes e lembranças….

Pra você que é o mundo

9
mai,2015

0

Eu sei que se fosse preciso, você sentiria aquela dor horrível de ouvido que tive aos nove anos, no meu lugar. E eu sei que você não sabe, mas eu vi quando você chorou naquele dia, quando eu era pititica…